sexta-feira , 26 abril 2019

Obra coletiva

Carta de renúncia: Bruno Ribeiro, presidente do PTPE, volta a advogar na área de Direitos Humanos e diz que continuará inserido na luta das forças democráticas pela liberdade de Lula.

À frente do PT Pernambuco por duas gestões, o presidente estadual  do PT, Bruno Ribeiro, oficializou, na tarde desta segunda-feira, carta de renúncia na qual declara sua retomada integral às atividades de advogado em defesa dos direitos humanos, sua área de atuação, afirmado também que, mesmo não estando mais à frente da direção do partido em Pernambuco, continuará inserido na defesa das lutas democráticas e da liberdade de Lula, que está em Curitiba, na sede da Polícia Federal, como preso político.

No documento protocolado, Bruno falou sobre o trabalho realizado nos últimos três anos: dois anos de gestão a partir da alternância do cargo com a ex-presidente do partido Teresa Leitão e o segundo ano iniciado a partir da eleição de 2017.

“Numa obra coletiva que – que envolveu os parlamentares eleitos, as direções do PT PE e, sobretudo, milhares de militantes petistas – ampliamos as nossas bancadas e colocamos nosso partido posicionado estrategicamente na articulação dos partidos de centro-esquerda, em Pernambuco e nacionalmente, o que é indispensável para a necessário resistência unificada a uma extrema-direita grotesca que assumiu do poder, se valendo de arbitrariedades como a prisão de Lula e a de adulterações, inclusive por vias digitais, da vontade popular”, diz um dos trechos da carta.

O dirigente salientou ainda que o trabalho coletivo do qual participou, aproximou ainda mais o PT PE dos movimentos e organizações populares a exemplo da Frente Brasil Popular.

Bruno destacou também que continuará inserido como defensor de direitos humanos e militante na “ luta das forças democráticas pela liberdade de Lula de uma prisão política de arbitrária”.

Leia abaixo o documento:

Carta de Renúncia de Bruno Ribeiro