sexta-feira , 21 setembro 2018

1º de maio

Delegação de Pernambuco em Curitiba entrega bandeira de PE com assinaturas para Lula

Foto: CUT PE

As sete maiores centrais sindicais do País se uniram para realizar o 1º de Maio deste ano, que está sendo considerado histórico pelos sindicalistas. Pela primeira vez CUT, Força Sindical, CTB, NCST, UGT, CSB e Intersindical saíram às ruas contra a reforma da previdência, pela anulação da reforma trabalhista e em Defesa de Lula. O ato foi concentrado em Curitiba, onde Lula está mantido como preso político desde o dia 07 de abril, mas várias caminhadas, entre outras atividades, foram realizadas em diversos estados. Muitas delegações seguiram para a capital paranaense. De Pernambuco, sob a coordenação da CUT PE, seguiu uma comitiva com cerca de 50 integrantes que levaram a bandeira do estado com diversas assinaturas para o ex-presidente Lula. No grupo, além de lideranças sindicais, seguiram integrantes da Juventude do PT, entre outros participantes.

O presidente da CUT PE, Carlos Veras, juntamente com o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag), Aristides Santos, entregaram a bandeira de Pernambuco à presidenta do PT Gleisi Hoffmann, para que fosse entregue ao ex-presidente.

Segundo Carlos Veras, esse gesto simboliza o apoio do nosso povo a maior liderança do Brasil. Veras, que também integra a coordenação da Frente Brasil Popular em  Pernambuco, entregou ao presidente da CUT  Wagner Freitas  uma camisa da delegação pernambucana.  “Seguimos no grande ato em defesa de Lula , contar a reforma da previdência e pela anulação da reforma trabalhista”, declarou.
Conforme o secretário nacional de Comunicação da CUT, Roni Anderson Barbosa, o ato deste ano “ É o reconhecimento do sindicalismo brasileiro aos avanços sociais que o governo Lula promoveu para os trabalhadores”.

Com informações da CUT PE