sexta-feira , 21 setembro 2018

Discurso de Teresa Leitão no Ato Ecumênico em Homenagem a Marisa Letícia

Foto destaque: site A Folha das Cidades

PARA DONA MARIZA LETÍCIA

Há 37 anos as mãos da menina operária, que aos 13 anos enrolava doces na fábrica Dulcora, bordava com mãos da agora mulher militante, a estrela do PT na histórica bandeira vermelha.

Seria a primeira de muitas bandeiras vermelhas que Tremulariam Brasil afora construindo sonhos, renovando esperanças, apontando um caminho novo para os trabalhadores e as trabalhadoras.

Que sonhos sonhou aquela menina ao enrolar doces? Seriam doces os seus sonhos? Seria doce a sua vida?
Foi sim, foi doce de lutas e de sonhos. Mas com o amargor de perdas que só os que têm fé na vida sabem superar com destemor e sem desamor.

Pernambuco deve se sentir honrado por ter emprestado a São Paulo, ao Brasil e ao mundo o seu filho retirante, que se fez operário, dirigente sindical, deputado federal, presidente do Brasil, a maior liderança popular do século e fundador do PT, que hoje completa 37 anos defendendo nosso país. E que lá se encontra com Marisa, a sua galega.

Feliz coincidência que esta celebração em memória de Marisa ocorra no dia do aniversário do PT.
Trajetórias que se confundem desde a estrela da primeira bandeira, Marisa e o PT hoje são homenageados Brasil afora.

O PT pelo que foi, pelo que é e pelo que precisa ser para enfrentar os desafios, defender e promover o seu projeto.

Dona Marisa pelo que foi e continuará sendo em nossas memórias: a menina operária que se fez mulher guerreira, a mãe educadora, a companheira valente e acolhedora, que rompeu com todas as expectativas da elite brasileira e tornou primeira dama da república.

Dona Marisa, Lula e família recebam nossas mais sinceras homenagens, carregadas de solidariedade e de compromisso pela luta por democracia e justiça social.

Dona Marisa, presente!

 

Recife, 10 de fevereiro de 2017

Teresa Leitão
Deputada Estadual
Vice-presidenta do PT/PE

*PT Pernambuco realizou Ato Ecumênico em Homenagem a Marisa Letícia, na Igreja das Fronteiras, em Recife, no dia 10 de fevereiro