quarta-feira , 21 novembro 2018

PT na Alepe

Nota da bancada do PTPE sobre o PL que incorpora a Delegacia de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos ao novo Departamento de Combate ao Crime Organizado

Nota da Bancada do PT de Pernambuco sobre o PL 2066/2018*

Os deputados estaduais do PT de Pernambuco expressam sua opinião sobre a polêmica da votação do PL 2066/2018, que incorpora a Delegacia  de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp) ao novo Departamento de Combate ao Crime Organizado (Dacro):

1. Os deputados do PT de Pernambuco têm atuação firme em defesa da cidadania, do direito, da justiça, da educação e da segurança, e vêm exercendo seus mandatos com rigor e atenção aos bens públicos.

2. A bancada do PT analisou os termos do PL 2066/2018 desde sua chegada à Assembleia Legislativa e, assim como especialistas de fora do governo e outros deputados, viu com bons olhos a criação do Departamento de Combate ao Crime Organizado (Dacro), sendo a ele incorporada a Delegacia  de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp).

3. Como membro da Comissão de Constituição Legislação e Justiça, a deputada estadual Teresa Leitão (PT) votou favorável às emendas da deputada Priscila Krause (DEM) ao projeto. As duas emendas, basicamente, organizavam melhor a incorporação da Decasp ao Dacro.

4. Posteriormente à derrubada das emendas, por maioria ampla dos deputados da base do governo e da oposição, a bancada do PT votou favorável ao Projeto de Lei da criação da Dacro.

5. Os deputados do PT concordavam e atuaram para adiar a votação do projeto e convocar uma audiência pública sobre o tema. Mas, como é de conhecimento público, a urgência do projeto foi mantida, o que sem dúvida impediu a realização de audiências públicas e maiores esclarecimentos sobre o projeto.

6. O PT apoia o combate à corrupção e acredita que este é possível por meio da criação do Departamento de Combate ao Crime Organizado (Dacro), que dará continuidade a todas as investigações em curso.

7. Alegra-nos, da bancada do PT, que uma centena de questionamentos nos sejam dirigidos, legitimamente, tanto por eleitores, por militantes de esquerda e de direita, provando que sob os deputados do Partido dos Trabalhadores a exigência na atuação é constante, o que nos faz mais responsáveis para acompanhar os próximos passos da implantação do Departamento, inclusive, fazendo com que as atribuições da Decasp sejam preservadas e ampliadas. Lembrando que a luta contra a corrupção não é personalizada, ela é uma luta da sociedade que conta com o nosso irrestrito apoio.

Odacy Amorim – Líder do PT na Alepe*
Teresa Leitão – Presidenta da Comissão de Educação e Cultura da *