sexta-feira , 21 setembro 2018

Fundamentalismo

Secretaria do PTPE emite nota de repúdio à atitude de Michele Collins contra religiões de matriz africana

Na última sexta feira dia 02, a Secretaria de Combate ao Racismo do PT de Pernambuco esteve presente no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), ao lado de diversos representantes de povos de terreiro, em apoio à denúncia contra vereadora do Recife, Michelle Collins. Segundo Igor Prazeres, dirigente da Secretaria de Combate ao Racismo do PT Pernambuco, a secretaria tem participado de atos de apoio e mobilização em defesa do Estado Laico, do respeito às religiões de matriz africana e contra o racismo religioso.

A missionária e Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal do Recife publicou em suas redes sociais, em 4 de fevereiro  mensagem disseminado ódio contra praticantes da religião de Matriz Africana, insinuando maldição nos cultos dedicados à orixá Iemanjá. “A vereadora precisa ser responsabilizada criminalmente pelos atos praticados, deixar a presidência da referida comissão, pois não se pode ocupar um espaço dedicado ao respeito e a inclusão, com posturas racistas e de propagação de ódio e exclusão. Não há espaço para racistas na casa do povo”, declarou o Secretário.

Veja, abaixo, a nota de repúdio da Secretaria de Combate ao Racismo do PT de Pernambuco:

 

Nota de Repúdio
A Secretaria Estadual de Combate ao Racismo do PT de Pernambuco, vem a público manifestar seu repúdio e total indignação a decisão da comissão de ética da Câmara dos Vereadores do Recife e nominalmente os vereadores Romero Albuquerque (PP), Hélio da Guabiraba (PRTB) e a vereadora Irmã Aimée Carvalho (PSB), que decidiram pelo arquivamento da denúncia de intolerância religiosa contra a vereadora missionária fundamentalista Michele Collins.

O ato se torna ainda de maior repulsa pelo fato de ter acontecido no mesmo dia 02 de Março, em que o Ministério Público de Pernambuco ouvia a denunciada e praticantes da religião de Matriz Africana que faziam um ato em defesa do Estado Laico e do Direito de professar sua fé seguindo a tradição de suas casas de axé.Com isso, denunciamos a intolerância religiosa da comissão e o corporativismo parlamentar, que arquiva denúncias por acordos políticos esdrúxulos sem levar em consideração a verdade dos fatos e sequer orientar a retratação mínima da vereadora representante da Comissão de Direitos Humanos da casa Legislativa, que deveria se envergonhar da postura racista.

Denunciamos a Casa José Mariano, em nome dos três vereadores e seus partidos, pelo Racismo institucional praticado, apoiando a disseminação do ódio, da intolerância e da exclusão. Por fim, reafirmamos nosso compromisso no combate ao Racismo, pela defesa do Estado Laico e com a luta pelos direitos das comunidades étnicas e tradicionais de Matriz Africana continuando firme na denúncia de intolerância religiosa contra vereadora e mobilizando o povo de axé a se manter firme, até a imputada ser responsabilizada pelos seus atos. Vamos Juntos combater o racismo e o desrespeito as comunidades de Matriz Africana.

Axé!

Recife, 03 de Março de 2018.
Igor Prazeres
Secretário Estadual de Combate ao Racismo do PTPE.